Este site utiliza Cookies

A NUTRICIA utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência de navegação e os nossos serviços, através da análise da navegação no nosso website. Ao fechar esta mensagem e continuar a navegar no nosso website, aceita a sua utilização de acordo com a nossa política de cookies, excepto tenha desactivado ou bloqueado os cookies.

Perda de peso no Idoso

A perda de peso involuntária no idoso, ou seja aquela que não é programada por uma dieta de emagrecimento, é um problema comum tanto no domicílio como em idosos institucionalizados, resultando na perda de massa muscular e consequente perda de autonomia. Deve-se monitorizar frequentemente o peso do idoso para detectar eventuais situações de perda de peso e intervir atempadamente.

Em comparação com o adulto saudável, o idoso necessita de um aporte de proteína e energia superior devido à perda da massa muscular, presença de doenças crónicas e alterações do metabolismo específicas do envelhecimento.

Apesar do aumento das necessidades, estima-se que 1 em cada 3 idosos não ingere proteína e energia suficiente, pelo que nestes casos deve-se adequar a ingestão alimentar e recorrer à utilização de suplementos nutricionais orais de alto teor energético e proteico.

1. Morley JE, et al. Frailty Consensus: a call to action. JAMDA. 2013; 14:392-397.
2. Deutz NP, et al., Protein intake and exercise for optimal muscle function with aging: Recommendations from the ESPEN Expert Group. Clinical Nutrition. 2014; 33(6):929-36